Vereador João Marcos Luz denuncia rastro de corrupção na UTRE

por Victor Augusto Farias publicado 11/08/2020 10h29, última modificação 11/08/2020 10h29

Durante a sessão online da Câmara Municipal terça-feira, 11 de agosto, o vereador João Marcos Luz (MDB) denunciou possível rastro de corrupção na Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMEIA) no contrato realizado com a empresa Green Ambiental Eireli. O emedebista apresentou um requerimento solicitando esclarecimentos do gestor, além das cópias do contrato N° 15.19.068, dos laudos de vistoria dos equipamentos de uso fixo, dos documentos dos veículos e equipamentos e do acervo técnico do engenheiro responsável pela execução.

 

“Quero falar de corrupção. Nós temos recebido diversas reclamações com relação ao contrato de N° 15.19.068, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente com a empresa Green Ambiental Eireli. Nós recebemos denúncias e eu, juntamente com a minha assessoria, estive lá na Unidade de Tratamento de Resíduos Sólidos (UTRE) para verificar de perto as denúncias. As denúncias eram muito claras e preocupantes. A empresa não está cumprindo o contrato. Eu me refiro em relação aos maquinários. Ou seja, foi feito um contrato e esta empresa deveria apresentar determinados maquinários, aliás maquinários de grande porte, e o que está ocorrendo é que esta empresa está operando, trabalhando, com maquinário de pequeno porte. Por isso, fui lá. Quando cheguei lá, constatei, tirei foto, e tive inclusive uma conversa com o sub encarregado que estava no local. O que me preocupa é que este contrato foi assinado em 2018, ou seja, já tem tempo suficiente para qualquer adequação. Ora, nós sabemos que quando um contrato se inicia é necessário ter paciência até três ou quatro meses, mas nós já estamos com dois anos e infelizmente a empresa não está cumprindo o contrato”, ressaltou.

 

Luz fez diversos questionamentos no requerimento a ser encaminhado para a SEMEIA para que a secretaria explique e envie documentos à Câmara Municipal para averiguação dos vereadores quanto ao cumprimento do contrato.


“Os grandes questionamentos são: por que o Poder Público está inerte nisto? Cadê a fiscal do contrato? Cadê o secretário de Meio Ambiente que não vê uma situação como esta? É por isso que estamos trazendo esta denúncia e eu estou apresentando um requerimento para que haja esclarecimento por parte da Secretaria de Meio Ambiente. No requerimento nós solicitamos o laudo de vistoria dos equipamentos de uso fixo conforme o contrato. Quero saber se os equipamentos que estão no contrato e os que estão operando hoje. É preciso que a secretaria nos encaminhe o laudo dos equipamentos que estão operando hoje. E mais, documentos dos veículos dos equipamentos. É necessário também que a secretaria encaminhe para Câmara cópia dos documentos dos veículos, além do acervo técnico do engenheiro responsável pela execução. Também consta na denúncia que o profissional que hoje exerce a função e tem a responsabilidade na execução, não tem capacidade técnica”, disse.


Para o vereador a Utre é importante para a cidade e para a população, o que se faz necessário sempre fiscalizá-la.


“Tudo isso é importante para que possamos esclarecer de fato para a sociedade o que está ocorrendo naquele setor público que é tão importante para a população de Rio Branco. Aliás, quero frisar que no estado inteiro é o único lugar que tem uma capacidade como aquela. Nós sabemos da importância da Utre para o cidadão de Rio Branco. Não podemos aceitar a corrupção. Não podemos aceitar que agentes públicos que deveriam fiscalizar contrato acompanhar serviço, ficam inertes. O que me trouxe preocupação é justamente isso. Como que em dois anos um contrato deste não é acompanhado e não é corrigido nos mínimos detalhes. É por isso que usei a palavra corrupção porque não é possível que ninguém da gestão pública municipal tenha visto isso. Mas nós na função de fiscalizar. Na função de olhar para onde o recurso público está indo. Na função de zelar pelo erário público, estamos solicitando estas informações”, encerrou João Marcos Luz.

 

assessoria

error while rendering plone.comments