Jarude estranha falta de diálogo da prefeitura sobre rodízio de trânsito e pede revogação de decreto

por Victor Augusto Farias publicado 19/05/2020 10h23, última modificação 19/05/2020 10h23

O vereador Emerson Jarude (MDB) apresentou na sessão desta terça-feira, 19, situações que mostram a ineficiência do rodízio de trânsito em Rio Branco. A medida começou a valer nesta segunda, 18.

Jarude afirma que prefeitura não dialogou sobre a possibilidade de decretar o rodízio com a Câmara, nem com a população.

“Essa é uma decisão que afeta toda a população, mas é importante que exista um diálogo. Não falo nem de diálogo com a Casa, que não existe. Fizemos esse diálogo nas nossas redes sociais e, logo em seguida, mostramos casos concretos da aplicação do rodízio em Rio Branco”.

Para o vereador, o decreto aumenta a possibilidade de contágio da Covid-19, o que vai contra a justificativa da prefeitura de aumentar o distanciamento social.

“O que o rodízio faz é tirar as pessoas de um meio de transporte seguro, que é o carro, e leva para um transporte em que o risco de contágio é maior, transporte coletivo e lotações”.

Jarude reafirma seu apoio ao distanciamento social e acrescenta: “Não foi uma boa ideia da Prefeitura de Rio Branco. É uma medida que não faz sentido algum e que precisa ser revogado o quanto antes. É importante que a prefeita não trata essas questões como meramente eleitorais e falsas, mas sim como melhorias para a população e medidas realmente eficientes”.

error while rendering plone.comments