Emerson Jarude propõe o endurecimento das regras para evitar epidemia de COVID-19 no Acre

por Victor Augusto Farias publicado 19/03/2020 15h30, última modificação 19/03/2020 15h30

O vereador Emerson Jarude (MDB) apresentou, nesta quinta-feira, 19, algumas propostas para evitar uma possível epidemia do COVID-19 no Acre. A ideia é endurecer as regras para evitar o avanço da doença.

Jarude propõe, baseado em um artigo, cinco estratégias utilizadas por países para conter o contágio do vírus. São elas: testes e mais testes; isolamento de infectados; preparação e reação rápida; distanciamento social; e promover medidas de higiene.

Segundo o vereador, considerando a população de Rio Branco e como a doença evolui rapidamente, em aproximadamente três semanas, a quantidade de pessoas infectadas pelo vírus na capital acreana serão maiores do que a capacidade de atendimento nos hospitais e postos de saúde.

“Estamos progredindo muito pior do que a Itália, e isso me assusta. No Acre, se fizermos uma projeção, em três semanas estaremos em uma situação caótica. A nossa população de Rio Branco hoje é de cerca de 400 mil pessoas. Se fizermos uma estimativa de 1% da população infectada, teremos aproximadamente 4 mil casos de coronavírus, sendo que 800 serão muito graves e precisarão de tratamento em hospitais. Não temos estrutura para isso”, disse.

Jarude propõe que o Governo determine o fechamento de locais que possam aglomerar pessoas, a busca ativa por possíveis infectados, rigor na fiscalização na rodoviária e no aeroporto, distribuição de kits de higiene, sobretudo para a população mais carente de Rio Branco. Além disso, ele afirma que é necessária uma medida para isolar as pessoas que estão chegando em Rio Branco.

error while rendering plone.comments