Câmara de Rio Branco convoca secretários de Bocalom para prestar esclarecimentos sobre a falta de respostas nas indicações feitas pelos vereadores

por Lucivania Marques publicado 08/06/2021 18h09, última modificação 08/06/2021 18h09

Em cumprimento ao requerimento do vereador Arnaldo Barros (Podemos) a Câmara Municipal de Rio Branco convocou para a sessão desta terça-feira (08), o Secretário Municipal de Zeladoria da Cidade, Joabe Lira, Secretario Municipal da Casa Civil, Valtim José da Silva, o Secretário Municipal de Infraestrutura Urbana, Valmir Medici e o Diretor da EMURB, José Assis Benvindo. A convocação objetivou esclarecimentos por parte dos secretários a cerca da falta de celeridade nas indicações do parlamento mirim.

O vereador Arnaldo Barros lamentou a ausência do prefeito e sugeriu que o trabalho deve ser feito em conjunto e na oportunidade se manifestou cobrando a conclusão dos serviços indicados em seu mandato.  “O prefeito deveria está aqui, era a foto dele que aparecia na urna quando a população foi votar. Propus essa convocação, pois somos cobrados pela população, a população busca por respostas, eu mesmo já fiz mais de cem indicações e só duas foram atendidas, precisamos de respostas, estamos aqui para mostrar a realidade” disse o parlamentar.

Joab Lira – Secretário Municipal de Zeladoria justificou a ausência do prefeito e  apresentou relatório das obras em execução na capital, na ocasião tratou do cronograma dos serviços e destacou o trabalho realizado pela pasta.  “Quanto a ausência do prefeito, ele tinha um compromisso agora pela manhã e como secretários somos nós que estamos na ponta, no meu entendimento não haveria necessidade da vinda dele”. O secretário também afirmou que já estariam reestruturando as equipes   para dar poder na ação de trabalho mais efetiva durante o verão.

José Assis Benvindo – Diretor Presidente da Emurb tratou do processo ambiental pendente para conclusão dos serviços realizados na Estrada do Quixadá e relembrou das indicações solicitadas pelo vereador Arnaldo Barros, atendidas pela empresa. O diretor também frisou o planejamento da pasta para contratação de pessoal, e, por fim, falou das expectativas para chegada do verão amazônico visando o avanço das obras no Município.

O Secretario Municipal da Casa Civil, Valtinho José da Silva - relembrou do compromisso do prefeito Bocalom com o parlamento Municipal e colocou-se à disposição. “Não estamos nos furtando de atender as demandas, estamos trabalhando dia  e noite , mas temos que ter a consciência que não vamos conseguir fazer todas de uma vez, isso é impossível. O papel da câmara e fiscalizar mesmo, e isso nos ajuda, isso nos dá dinâmica para nosso trabalho. Vamos lutar dia e noite para uma Rio Branco melhor, esse é o nosso objetivo.”

Já os vereadores não pouparam criticas em seus questionamentos, Michelle Melo (PDT) disse que nunca recebeu uma explicação de suas indicações “Ninguém nunca me ligou para ir em uma indicação, mas eu vejo o Samir todos os dias com o prefeito em indicação. Ser feito de besta é algo que eu não gosto. Temos que ser tratados com respeito. Chega dessa história de que minha base são os 17 vereadores, porque não é”, reclamou a parlamentar.

Emerson Jarude  afirmou que o jeito do prefeito de governar não está agradando a massa da população, e lembrou que se assim continuar, em 2024 a população pode tirar o progressista da prefeitura, como fez em 2020 com Socorro Neri.

“Em 2024, se a população não avaliar bem a gestão, a população vai mudar. O que a gente vê são erros amadores. Já deu tempo suficiente de mostrar, e vocês não tem que aprender estando na gestão. Você tem que chegar na gestão sabendo o que é preciso se fazer”, apontou o vereador emedebista.

 

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.