Vereador João Marcos Luz reivindica instalação da CEI da EMURB à Mesa Diretora da Câmara

por Victor Augusto Farias publicado 13/03/2019 13h59, última modificação 13/03/2019 13h59

Na sessão deliberativa desta quarta-feira, 13 de março, na Câmara Municipal, o vereador João Marcos Luz (MDB) usou a tribuna para reivindicar da Casa Legislativa a instalação da Comissão Especial de Inquérito (CEI), para que seja iniciado o processo de investigação as supostas ilegalidades nos contratos firmados pela Empresa Municipal de Urbanização (Emurb) no período entre 2015 e 2019. O emedebista lembrou à Mesa Diretora que requereu a CEI no dia 14 de fevereiro e que irá completar amanhã, 14 de março, um mês sem receber uma definição sobre a pauta aprovada após os votos dos vereadores Lene Petecão, Sandra Asfury, N. Lima, Emerson Jarude e Célio Gadelha, além da assinatura do próprio João Marcos Luz.

"A CPI está dormindo. Ela tirou um tempo de sono na Câmara. O fato é que a sociedade não quer esperar porque a cidade está cheia de buracos. Todo dia um vereador traz pauta sobre os buracos. É a realidade de Rio Branco. A CPI precisa ser acelerada", afirmou.

Luz aproveitou para solicitar mais transparência a respeito do investimento de R$ 50 milhões da Prefeitura na Operação de Verão.

 

“De fato nada mudou. Não há diferença do governo do Marcus Alexandre para o da Socorro Neri. A incompetência é a mesma. A cidade está um caos, com ônibus quebrado rodando. Quais as prioridades do Poder Executivo para a cidade de Rio Branco? Quais os critérios técnicos a serem usados para gastar R$ 50 milhões dos R$ 122 milhões do orçamento da Prefeitura?", questionou.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.