Comissão de Transporte

por Interlegis — última modificação 13/02/2017 17h58
Comissão de Transporte se reúne com empresários para debater sobre aumento tarifário

Comissão de Transporte se reúne com empresários para debater sobre aumento tarifário

Foi na manhã desta segunda-feira, 13, que os vereadores da capital de Rio Branco estiverem na Câmara Municipal de Rio Branco, juntamente com empresários para debaterem sobre o aumento tarifário.

"Estamos dando continuidade em nossa agenda de conversas e hoje está sendo com os empresários para ouvirmos o posicionamento deles em relação ao aumento da tarifa, na sexta-feira, fomos barrados na reunião do conselho, não foi permitido nossa entrada, de certa forma nos sentimos ofendidos, somos representantes do povo, achei uma decisão desnecessária" Disse o presidente da CT, Railson Correa (PTN). 

Para a vereadora Lene Petecão (PSD), barrar um vereador da reunião do Conselho Tarifário e mesmo que barrar o próprio povo, "Não foi somente eu que me senti ofendida, mas, sim a própria população de Rio Branco, sou representante legal do povo, eu fiquei pensando, para que serve meu diploma de vereadora, na qual era uma reunião pública onde tínhamos interesse, pois estávamos defendendo a população, e fomos impedidos pelo presidente do conselho do Rbtrans, isso é lamentável, quanto a reunião de hoje estamos fazendo um trabalho paralelo a todas as discussões, desde o início ficou em acordo que as conversas seriam com todas as pessoas que estão envolvidas com esse processo, tanto até que convidamos a Rbtrans, a população civil organizada e agora as empresas para que possamos fazer um parecer de toda essa gama de informações que nos colhemos de todos, para que assim possamos elaborar uma explicação e uma justificativa para a sociedade que esta aí buscando equilíbrio nessa tarifa mais justa" Disse. 

De acordo com o empresário da Auto Viação Floresta, Marcelo Cavalcante, a tarifa é algo imprescindível para que o sistema esteja funcionando "Nós estamos há dois anos sem o reajuste no cálculo de três reais, infelizmente nesse período houve um acréscimo muito grande dos insumos, folha de pagamento, e a gente precisa voltar a investir na cidade, então precisamos ter uma tarifa que seja condizente para manter nossos custos e manter os investimentos na frota", Enfatizou. 

"Esse projeto irá vir para Câmara, nos vereadores iremos nos debruçar sobre eles, e aqui vamos juntos buscar um preço que seja justo para a população, e não ataque mais inda ainda o bolso do povo, que já vem sofrendo com o desemprego, muitas vezes essas pessoas não tem nem esse recurso para ir em busca de um emprego, em relação ao conselho tarifário, nosso impedimento de participar da reunião, vejo que temos que respeitar, não me ofendeu em nada, eu estava lá acompanhando como testemunha como venho acompanhando com responsabilidade todos o processo"Eduardo Farias (PT).

Texto: Juliana Queiroz / Ascom - CMRB
Fotos: Victor Augusto / Ascom - CMRB

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.