Prefeitura quer compartilhar gestão com setor privado

por Juliana Queiroz publicado 28/03/2017 14h12, última modificação 28/03/2017 14h12

Empresários, servidores públicos, sindicatos e secretários participaram de uma audiência publica realizada na última segunda (27) para debaterem projetos de autoria da prefeitura de Rio Branco, onde visa compartilhar a gestão publica com setor privado.

Um dos pontos que diverge entre servidores e proposta é o entendimento de que não se trata de uma privatização, como explica o vereador Mamed Dankar (PT).

“As pessoas estão confundindo como privatização e não é, pois a privatização abre mão dos bens e não queremos isso. A proposta do executivo é compartilhar a gestão com o setor privado, permitindo que o poder publico possa investir os recursos em outras áreas com uma certa folga no orçamento”, disse Dankar

O projeto apresenta pontos como gerir recursos públicos pelo período de cinco a trinta e cinco anos, após o encerramento deste acordo, o setor publico deve ressarcir a empresa. Mas o conflito não é só ideológico. Para o vereador Roberto Duarte (PMDB) falta uma clareza na proposta.

“Eu apoio a proposta de gestão compartilhada, mas falta esclarecer melhor se dentro desse procedimento, as empresas poderão aumentar a taxa, um exemplo é o fornecimento de energia. O outro é a segurança aos servidores públicos e privados”, destacou Roberto.

Após os encaminhamentos das audiências publicas, os projetos serão encaminhados para a Câmara analisar e apresentar para votação em plenária. 

 

Ascom - CMRB

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.