Câmara realiza Sessão Solene pelos 55 anos da instituição

por Juliana Queiroz publicado 20/09/2018 19h40, última modificação 20/09/2018 19h59

Em uma manhã de homenagens aos constituintes, ex-presidentes e a funcionária mais antiga da casa, a Câmara Municipal de Rio Branco realizou, na manhã da última quarta-feira, 19, uma Sessão Solene em comemoração aos 55 anos de instalação do parlamento na Capital.

O evento, realizado no Afa Jardim, contou com a presença da prefeita Socorro Neri, vereadores, homenageados e familiares. A solenidade foi presidida pelo presidente da Casa, vereador Manuel Marcos (PRB).

Receberam Moção de Aplauso os vereadores que participaram da promulgação da Lei Orgânica do município e ex-presidentes da Casa Legislativa.

A Sessão Solene foi um requerimento do vereador Mamed Dankar (PT) que afirmou, em seu discurso, que todos sentiam a mesma vontade de homenagear os ex-vereadores, motivo pelo qual, se sentia lisonjeado em ter sido o autor do requerimento.

Durante a abertura foi lida a ata da primeira sessão ordinária, realizada em sede provisória, no dia 19 de setembro de 1966, e foram lembrados os parlamentares in memorian que fizeram parte desta história.

Para o presidente da Casa, o momento é muito especial, em poder comemorar os 55 anos do parlamento municipal. E agradeceu ao autor do requerimento pela oportunidade de homenagear aqueles que trabalharam pelo aperfeiçoamento da Câmara.

"Somos parte da história do Parlamento Mirim de nossa cidade e a que a Lei Orgânica rege os preceitos legais dos parlamentares e do executivo municipal, garantindo o exercício da cidadania e direitos constitucionais dos munícipes", destacou Manuel Marcos.

 

Reconhecimento

Segundo o autor do requerimento, vereador Mamed Dankar, o objetivo da solenidade foi destacar e agradecer o relevante trabalho que todos os parlamentares desenvolveram ao longo de cada legislatura.

“Não podemos nos esquecer também dos servidores que já passaram pela Câmara, bem como daqueles que atualmente desenvolvem trabalhos importantes neste parlamento. Eles que são de fato a essência da Câmara”, disse.

Além disso, o vereador ainda ressaltou a importância de dizer as pessoas o quanto se é grato a elas pelo feitos realizados. “Não sejamos ingratos com quem fez a história desse município.”

Os vereadores Emerson Jarude (sem partido) e Rodrigo Forneck (PT) foram os escolhidos para falar durante a sessão, representando a oposição e a situação dentro do Parlamento Municipal.

Jarude fez uma analogia do surgimento do vereador e se disse saudosista, motivo pelo qual estava contente em poder participar do momento de homenagem, além de destacar que esta é uma função que labora como um braço importante da sociedade, destacou a atuação dos parlamentares e disse esperar que os próximos sejam ainda melhores.

Já Rodrigo Forneck relembrou o passado, com a atuação de outros familiares e disse ainda que o momento é de valorização ao trabalho feito, pois toda a trajetória dos 55 anos foram importantes para construir o que se tem hoje.


Atuação das mulheres

A prefeita Socorro Neri, em seu discurso, destacou o trabalho de todos os parlamentares e destacou a ação das mulheres que atuaram durante este período e construíram uma carreira política, não apenas nas Câmara, mas que cresceram e chegaram a outras esferas. E também ressaltou a importância da democracia neste processo e disse o quanto é importante levar em consideração o interesse público.

“A política e a democracia são valores caros exercidos aqui na Câmara Municipal de Rio Branco, com ética, e levando em conta o interesse público. Espero que esses valores sejam cada vez mais consolidados, na busca por uma sociedade mais inclusiva e igualitária. Parabenizo os vereadores que passaram pela Câmara Municipal, construindo esses 55 anos de uma relevante história, os que escreveram juntos a Lei Orgânica do Munícipio de Rio Branco e os que continuam escrevendo essa história”, disse.

Eleita a vereadora mais bem votada desta legislatura, e dividindo o espaço apenas com mais uma mulher no parlamento, a vereadora Elzinha Mendonça disse estar feliz em poder fazer parte desta história, assim como a colega Lene Petecão.

“Tenho certeza de que os trabalhos desenvolvidos nesta casa, ao longo destes 55 anos, sempre foram pensando no melhor para nossa população. Que sempre pode contar conosco. E como está escrito em nosso brasão ‘Em todo tempo e em qualquer lugar’ e nosso lema que é junto com o povo, e essa trajetória demonstra isso”, disse Elzinha Mendonça.

Os homenageados

Para representar os demais homenageados, durante o evento, foram escolhidos o ex-vereador e ex-presidente da Casa, Arlindo Cunha, que exerceu seu mandato num período de seis anos.

“Quero dizer a todos os senhores, que há duas coisas na minha das quais me orgulho, de ter sido por 30 anos professor e outro momento importante feliz da minha vida foi quando passei seis anos como vereador e dois dos quais como presidente”, ressaltou.

Cunha disse que não é fácil ser representante do povo. Porque o povo exige e tem razão para isto. Por este motivo, o vereador tem que ser forte e inteligente para atuar com responsabilidade para atender aos interesses da comunidade.

E concluiu dizendo que se sente extremamente agradecido pela oportunidade de ajudar e afirmou que com mais de 80 anos continua fazendo o que fazia nos tempos de vereador, que é continuar olhando nos olhos das pessoas, saber o que elas precisam e ajudar da melhor forma possível.

Representando as mulheres, a ex-vereadora e constituinte Nabiha Bestene subiu à tribuna e relembrou de quando elaboraram a Lei Orgânica do Município. “É salutar que o a casa faça esse reconhecimento. Todos tinham muita responsabilidade com o que fazíamos em 1990. A todos o nosso agradecimento.”

 

Texto: Juliana Queiroz e Alcinete Gadelha

Fotos: Luíz Moura

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.