Após projeto de Elzinha Mendonça palestra traz orientações sobre primeiros socorros em caso de afogamento

por Câmara Municipal de Rio Branco publicado 22/08/2018 17h57, última modificação 22/08/2018 17h57

 

O Corpo de Bombeiros do Acre (CBMAC) realizou, durante os dias 21 e 22 de agosto o primeiro ciclo de palestras, nos colégios militares Tiradentes e Dom Pedro II. As atividades fazem parte das ações do Programa Municipal de Segurança Aquática, instituído por meio da Lei 2.270, de autoria da vereadora Elzinha Mendonça (PDT).

Os estudantes receberam orientações sobre a prestação de socorro, em caso de afogamentos e também de como evitar esse tipo de acidente.

Outras escolas da rede municipal também estão no calendário de ações.

“Nós estamos em fase de execução, de efetivação da Lei, e estamos com essa série de atividades. Digo dessa forma porque faço questão de acompanhar o Corpo de Bombeiros, junto com a Defesa Civil Municipal e a Secretaria de Educação no desenvolvimento das atividades”, explica a vereadora Elzinha Mendonça.

Além disso, a parlamentar diz que fica contente em poder contribuir com a sociedade através desta lei que trabalha a prevenção aos acidentes aquáticos. “Cada pessoa é um multiplicador, e quando disseminamos estas informações podemos salvar uma vida”, complementa.

O mês de agosto ficou como o período no qual as atividades devem acontecer e estabelece ações de divulgação e prevenção visando a segurança dos banhistas e praticantes de atividades aquáticas nos rios, igarapés, açudes e em estabelecimentos com piscina e similares.

Na última semana, ocorreu, na Câmara, uma ato solene de abertura das atividades, e a partir de agora são desenvolvidas as ações educativas com a divulgação de informações por meio de material impresso, também serão feitas palestras em escolas, encontro com proprietários de balneários, palestras, inclusive para condutores de embarcações e simulação para banhistas de como prestar socorro, em caso de afogamento.

As ações são desenvolvidas em parceria entre Corpo de Bombeiros. O Major Claudio Falcão explica que os bombeiros sempre atuam nessa orientação, mas neste mês em especial, por causa da execução da lei, as atividades são intensificadas.

“Nós estamos com essa campanha, e toda parte relacionada a parte aquática nós vamos abordar para levar educação, informação e minimizar os danos que nós temos nos últimos anos, inclusive agora em 2018, nós estamos com o número elevado de mortes por afogamento e já chegamos a 46”, disse o major.

 


Assessoria

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.