“A população mais uma vez estará pagando a conta da má gestão”, defende Jarude sobre suposto aumento do IPTU

por Victor Augusto Farias publicado 05/02/2019 15h10, última modificação 05/02/2019 15h08

Na primeira sessão legislativa de 2019, o vereador Emerson Jarude (sem partido) criticou o suposto aumento de 20% no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de Rio Branco em 2019: “A população mais uma vez estará pagando a conta da má gestão”, diz. A informação foi divulgada na manhã desta terça-feira, 5, em um site de notícias local.

De acordo com a matéria, o reajuste seria causado pela retirada de um desconto ilegal que vinha sendo dado pela Prefeitura de Rio Branco nos últimos anos, sem amparo legal, e foi descoberto após moradores o identificarem durante a quitação antecipada.

 

Em tribuna, Jarude expôs a gravidade da questão cobrando que a Prefeitura identifique em que momento o desconto ilegal foi criado e quem são os seus responsáveis. O vereador defendeu que apesar de ilegal, deve-se buscar uma solução progressiva para a situação para que a população não seja afetada subitamente com os novos valores mais altos.

 

“Esse desconto ilegal, segundo declarações da própria Prefeitura, causa um impacto de R$ 12 milhões de reais aos cofres públicos. A retirada do desconto gera um impacto social, onde o contribuinte tem repentinamente um aumento de 20% no IPTU, diga-se de passagem, oriundo de um erro da gestão.”, defende.

 

Jarude também criticou a falta de comunicação oficial por parte da Prefeitura, e cobrou que sejam dadas as devidas explicações sobre o caso à população. Ele ainda ameaçou que realizará esforços para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) caso não sejam identificados os responsáveis pelo desconto ilegal.

 

“É um dever da Prefeitura lidar com a questão de forma transparente! A questão é muito grave para ser resolvida apenas com o fim do desconto. Caso não sejam dadas as devidas e detalhadas explicações apontando os culpados, caberá ao Poder Legislativo a abertura de uma CPI do IPTU.”, finalizou.

 

Anais Cordeiro - Assessoria

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.